Mais uma segunda em nossas vidas, mais um texto da série “Oh Happy Monday”.

Ando gostando de spoilers e, para o encontro de hoje, decidi trazer algo que, até aqui, pouca gente sabia. Escrevi um livro, que foi lançando em primeira mão em formato digital para os participantes do II Congresso Internacional da Felicidade, em novembro, e que agora poderá ganhar o mundo nos formatos digital, físico e, quem sabe, em outro que a gente inventar.

Para o ciclo de hoje, trago para você um trecho fresquinho, parte do capítulo “O que você quer da vida?”. Uma pergunta que, de tempo em tempos, sempre costuma aparecer na nossa frente. Espero que goste e, se puder, me conte o que achou:

“…Se a vida é um espaço de tempo entre nascimento e morte e tudo o que você viveu até aqui, ela ainda pode ser mais, porque há o tempo pela frente. Um espaço ainda não preenchido e repleto de possibilidades. Lembra da linha do capítulo anterior? Que tal agora marcar sua idade novamente e olhar o que tem pela frente, considerando a estimativa de 85, ou até estendendo a linha se você quiser assim?

0_____________________________85

Olhar a vida que temos em frente, todo o tempo e possibilidades, pode trazer muita esperança, mas também angústia. Esperança por pensar em tudo o que a vida pode ser, em tudo o que você quer dela. Mas nem sempre a possibilidade da escolha e o campo aberto são alentadores. Poder de escolha pode trazer angústia. Não é fácil decidir. Por conta disso, há uma pergunta simples que acaba sempre nos deixando com dúvidas na cabeça:

O que você quer da vida?

Este é o tipo de pergunta que já ouvimos e ainda iremos ouvir muito pela frente, nos mais diferentes contextos: um pai cobrando seu filho, uma mãe querendo entender os sonhos da sua prole, o professor tentando descobrir a vocação do aluno, o adolescente incerto do futuro, o profissional frustrado procurando o caminho, o chefe que cobra o funcionário que não performa, a namorada que cobra o namorado que lhe enrola, nós mesmos em nossos momentos mais íntimos e existencialistas. O que você quer da vida? Uma pergunta simples, mas que muitas vezes encontra ecos e não respostas.

Ao mesmo tempo, quando pensamos no futuro, muitas vezes nos vemos com uma sede de vida. Um querer intenso: uma carreira de sucesso, uma família, conhecer o mundo, quitar o carro, um canto para chamar de meu, um amor verdadeiro, a mega-sena, uma taça de vinho, férias. Queremos muito da vida. Sentimos isso. Mas na hora de colocar no papel fica difícil descrever, não? Alguns são mais objetivos, mas, em geral, o pensamento que parece tão claro, quando transformado em frase, prazo, plano de ação, torna-se em algo nada sólido. O que você quer da vida? O tipo de pergunta que às vezes demora uma vida para ser respondida, mas que agora tentaremos responder em não mais de 5 minutos. Vamos lá?

Programe seu cronômetro. A partir de agora você tem 5 minutos para responder as 4 próximas perguntas. Não vale pular.

Aqui vai uma dica, aceite a natureza do pensamento. Se algo veio em mente, é porque tem sua importância. Escreva, mesmo que pareça impossível e inapropriado. Inapropriado é não dar ouvidos para o que se pensa e sente. Cronômetro ajustado? Pode disparar:

O que você quer para este ano em especial?
O que você quer para sua carreira em até 5 anos?
O que você quer, mas parece impossível?
O que você quer para ser feliz?

Foi difícil?
Agora pergunto, novamente:

O que você quer da vida?

Tire mais um tempo para escrever mais coisas que venham a cabeça. São esses seus “queros” que moldarão a sua vida que, por ora, está no futuro.

O querer é o primeiro passo do realizar. Como pensar em viver uma vida produtiva sem saber exatamente o que se quer dela?

Repare que essa é mais uma daquelas perguntas sem resposta certa ou errada. Mais uma que entra para o hall de perguntas feitas para não serem respondidas, mas exercitadas.”

E aí, acham que o livro tem futuro? Espero que sim!


Esse texto faz parte do projeto #OhHappyMonday e foi enviado, por email, dia 11/09/2017. Se você também quer receber novidades em primeira mão, ganhar descontos e participar de eventos exclusivos, clique aqui.

Comentários

comentários