Autoestima é definida pelo nosso dicionário como “a valorização que uma pessoa confere a si própria, permitindo-lhe ter confiança nos próprios comportamentos e pensamentos”.

O nosso comportamento social de forma geral, e mais especialmente o modo de vestir, tem grande influência na forma como nos sentimos e, consequentemente para o que denominamos como boa autoestima. Se você se olha no espelho e se critica, a sua autoestima aos poucos vai se fragilizando.

Essa forma de se ver influencia no modo de como vai se vestir, que por sua vez afetará a maneira das pessoas analisarem você e também como elas irão se comportar em relação a você, afinal, você é o todo que compõe também seus comportamentos de se cuidar no vestir.

Além do mais, a roupa interfere na sua maneira de agir. Quando nos vestimos com trajes mais formais, tendemos a nos comportar mais seriamente. Por outro lado, ao usarmos vestimentas informais, agimos de forma mais descontraída. Para mulheres, por exemplo, o uso do salto alto afeta a postura, o jeito de andar e de se comportar. Isso é real!

As roupas parecem tomar conta do nosso ser como um todo. O estado psicológico do usuário torna-se diferente quase que automaticamente. Resumindo: a maneira como você se veste pode, sim, ajuda-lo a se gostar mais. Valorizar-se através da imagem pessoal é construir uma ligação com o que você é, o que você fala e como os outros te percebem. Tudo deve estar coerente, pois assim passará sempre maior credibilidade.

imagempessoaleautoconhecimento

Vale lembrar que quanto menos faz por você mesmo, menos quer fazer. Em um futuro próximo isso poderá causar sérios problemas psicológicos e criar uma sensação de autoabandono. A roupa igualmente está ligada ao nosso humor, por esse motivo temos que investir naquilo que nos faz bem, com cores que nos favorecem e vestimentas que valorizam os nossos atributos naturais.

Imagem não tem a ver com beleza. Está, sim, relacionada a bom senso, a valores, a escolher roupas que caiam bem com o seu biótipo. Lembre-se: quando as pessoas não o conhecem, o que elas veem é o seu cartão postal. A primeira impressão é baseada 55% em sua aparência, que tira suas primeiras impressões em relação a você nos primeiros 10 segundos.

Vale a pena investir em sua imagem, não é mesmo? Adote esse apreço consigo mesma.

Por:  Veridiana Franciscangelis de Godoy
Fonte: Blog Casa da Cultura 

Comentários

comentários