Contas, dívidas, trabalhos sem propósito, relações que não vão pra frente, amizades que ficam pra trás e músicas saudosistas são, basicamente, a fórmula de vida de muitos adultos que andam se perguntando, seriamente, quando foi que a criança dentro deles resolveu que queria crescer.

Nosso objetivo com as dicas a seguir é tentar tornar sua vida adulta mais leve, menos chata, mais disciplinada para perseguir sonhos e menos levada a sério quando os sonhos custam a vir, ou se perdem pelo caminho.

Não tome nada disso como regra, mas lembre-se de que seguir as instruções abaixo vai, no mínimo, te fazer ter um dia mais legal.

01. Feedback não é ofensa, aceite com alegria!

Se você tiver consciência de que precisa de um retorno sólido pra crescer, e não confete vazio de quem não entende a grandeza das suas habilidades, vai querer receber mais feedbacks construtivos do que “parabéns você brilhou” como comentário das suas atividades.

 

02. Peça desculpas sinceras

Errar é mais que humano: é adulto. Podemos fazer maratona de pés na jaca por dia e ainda não teremos um campeão isolado. Quando errar, peça desculpas. Quanto mais sinceras elas forem, mais verdadeiro é o alívio depois que as palavras saem da sua boca.

 

03. Aproveite seu tempo da melhor forma

Seu dia só tem 24 horas. É isso, acabou. Não é porque você é adulto que conseguirá negociar com alguém mais horas no seu dia, ou anos na sua vida. Portanto, se organize melhor para fazer o que quer com o tempo que você tem.

 

04. Diga “não” com respeito

Principalmente com respeito a você, que não merece fazer coisas que não quer só para agradar os outros. Mas lembre-se que as negativas não precisam ser agressivas. Dá pra falar “não” sem ofender quem está te pedindo alguma coisa.

 

05. Fale outra língua

O mundo tem sete bilhões de pessoas e você vai ter muito mais chances de fazer novos amigos (e conquistar a Europa, a África e mais um continente à sua escolha) se aprender um idioma diferente do seu.

 

06. Trabalhe para viver…

… mas não viva para trabalhar: lembre-se de que você tem um orçamento a seguir, contas a pagar e planejamento financeiro a fazer. Mas não deixe que o dinheiro te diga como lidar com sua vida; como na música, mostre a ele quem é o dono de quem.

Ah, e se o trabalho não é o dos seus sonhos, busque o trabalho dos seus sonhos. Adultos frustrados incomodam muita gente, incluindo eles mesmos.

 

07. Negocie

Use todas as séries, filmes, livros e pedidos de mais meio ponto ao professor no fim do ano a seu favor na vida adulta, e n aceite tudo o que te dizem (seja um preço, um salário, uma condição de acordo ou uma opinião na mesa de bar) sem resistência quando você sabe que pode conseguir um acordo melhor a partir de um diálogo consistente.

 

08. Saiba ressuscitar alguém

Faça um curso de primeiros socorros para entender como manter um coração batendo até a ajuda médica chegar, como desengasgar uma pessoa e como lidar com queimaduras, dentre outros imprevistos que podem acontecer enquanto a gente está por aí pensando na morte da bezerra.  Salvar a vida de alguém – incluindo a sua própria – é uma das melhores formas de ser um adulto fodão

 

09. Cozinhe mais

Aprenda a fazer refeições básicas e, aos poucos, desenvolva habilidades dentro das cozinhas que mais te apetecem. Nada é melhor do que curtir uma boa comida feita por quem mais entende do seu estômago (que, no caso, é você).

 

10. Pare de buscar a perfeição

Vem cá, deixa eu te mandar a real: a perfeição não é um conceito, é uma ilusão. Nada pode ser pior do que viver uma ilusão que jamais vai se concretizar. Aceite que você é um adulto cheio de defeitos e de coisas a aprender e, ao invés de se martirizar por não ter sido perfeito, ou não ter feito o certo, lembre-se de se dar novas chances a cada oportunidade de fazer melhor.

Mário Sérgio Cortella (um dos melhores adultos da atualidade) diz que “capricho é fazer o que você pode nas condições que você tem até ter condições melhores de fazer melhor ainda”. Transforme isso em mantra e busque viver com capricho, ao invés de viver com perfeição.

 

A propósito, esse material, como todo adulto, não é perfeito! Se você tiver mais dicas de como passar pelo desafio de ser gente grande com mais leveza e alegria, mande pra gente nos comentários.

Vamos enriquecer, juntos, nosso aprendizado para que sejamos adultos cada vez mais engajados na causa de transformar o mundo em um lugar melhor e mais divertido de se viver, mesmo no dia em que os boletos chegam feito o quadro de cartinhas da Xuxa.

Autor: Laís Menini
Fonte: Profissas

 

Comentários

comentários